Para que serve paracetamol maleato de Clorfeniramina e cloridrato de fenilefrina?

Para que serve paracetamol maleato de Clorfeniramina e cloridrato de fenilefrina?

Para que serve paracetamol maleato de Clorfeniramina e cloridrato de fenilefrina?

A associação de paracetamol, maleato de clorfeniramina e cloridrato de fenilefrina, especificamente, é tratada como uma formulação conhecida e eficaz, capaz de tratar os diferentes sintomas da gripe ou resfriados.

O que é cloridrato de fenilefrina 4mg?

O Cloridrato de Fenilefrina é um medicamento vasopressor, quimicamente relacionado com a epinefrina e com a efedrina. É um agente simpatomimético sintético. O Cloridrato de Fenilefrina produz vasoconstrição mais duradoura que a epinefrina e a efedrina.

Para que serve o cloridrato de fenilefrina?

Indicado no tratamento sintomático dos distúrbios congestivos e exsudativos decorrentes da gripe, resfriado e rinites alérgicas (corizas, dores musculares, febre, cefaleia, congestão nasal e demais sintomas presentes nos estados gripais).

Para que é indicado maleato de Clorfeniramina?

Maleato de Clorfeniramina é destinado ao tratamento dos sintomas da gripe, resfriado, dores de cabeça, febre, neuralgias, mialgias e dores reumáticas e distúrbios do estado geral decorrentes de alterações climáticas e de abuso de álcool ou nicotina.

O que é maleato de Clorfeniramina e cloridrato de fenilefrina?

A associação de paracetamol, maleato de clorfeniramina e cloridrato de fenilefrina, especificamente, é tratada como uma formulação conhecida e eficaz, capaz de tratar os diferentes sintomas da gripe ou resfriados.

Como funciona a Fenilefrina?

O cloridrato de fenilefrina mantém um nível de pressão sanguínea adequado durante a anestesia para o tratamento de choque, hipotensão e hipersensibilidade induzidas por drogas. É também utilizada para reverter alterações do batimento cardíaco como a taquicardia paroxística supraventricular.

Como atua a Fenilefrina?

Após aplicação na conjuntiva, a fenilefrina actua directamente nos receptores α-adrenérgicos do olho, produzindo contracção do músculo dilatador da pupila (efeito midriático) e constrição dasarteríolas da conjuntiva (efeito descongestionante).

Como atua a fenilefrina?

Após aplicação na conjuntiva, a fenilefrina actua directamente nos receptores α-adrenérgicos do olho, produzindo contracção do músculo dilatador da pupila (efeito midriático) e constrição dasarteríolas da conjuntiva (efeito descongestionante).

Como funciona a fenilefrina?

O cloridrato de fenilefrina mantém um nível de pressão sanguínea adequado durante a anestesia para o tratamento de choque, hipotensão e hipersensibilidade induzidas por drogas. É também utilizada para reverter alterações do batimento cardíaco como a taquicardia paroxística supraventricular.

Quais são as indicações fenilefrina?

  • INDICAÇÕES FENILEFRINA é indicado como midriático para a dilatação da pupila em uveítes (sinéquias posteriores), cirurgias, refração (midríase sem cicloplegia), oftalmoscopia (direta ou indireta) e procedimentos diagnósticos. 2. CARACTERÍSTICAS FARMACOLÓGICAS

Quais são as propriedades do cloridrato de fenilefrina?

  • CARACTERÍSTICAS FARMACOLÓGICAS O cloridrato de fenilefrina é um agente simpatomimético sintético, com ação direta sobre os receptores alfa-adrenérgicos. A solução a 10% produz midríase após cerca de 20 minutos de sua aplicação e sua ação prolonga-se por 3 a 6 horas. 3.

Quando é recomendado o uso parenteral de cloridrato de fenilefrina?

  • O uso parenteral rotineiro de Cloridrato de Fenilefrina tem sido recomendado para o tratamento profilático de hipotensão durante anestesia espinhal. É melhor administrado subcutânea ou intramuscularmente 3 a 4 minutos antes da injeção do anestésico espinhal.

Como funciona o cloridrato de fenilefrina no coração?

  • Sua ação sobre o coração contrasta claramente com a epinefrina e a efedrina, na qual diminui a frequência cardíaca e aumenta o débito cardíaco, não produzindo distúrbio no ritmo da pulsação. O Cloridrato de Fenilefrina é um potente estimulante alfa-receptor pós-sináptico com pouco efeito nos beta-receptores do coração.

Postagens relacionadas: